20 de mar de 2011

ANÁLISE DO FILME “A ESCOLA DA VIDA"


Na película (filme),fica evidente que o professor de História atende com a realidade curricular,pois, ele procura estimular os alunos levando-os a desenvolverem em todo o momento o protagonismo.Há uma dinâmica interessante em que todos os educandos são desafiados a se tornarem seus próprios mestres.Assim sendo, o professor sai do pedestral do “detentor da verdade”,trabalhando o conhecimento prévio dos alunos e provocando-os a interagir constantemente.
Neste contexto o educador tem liberdade de incultir nos educandos valores intagíveis,tais como: Respeitar as diferenças, primar a tolerância e a transformação contínua em melhores-flhos e filhas em sintese ,cidadãos melhores.
Em relação as estruturas das múltiplas relações: Família x escola,professor x aluno, aluno x aluno e professor x professor,percebe-se em primeiro lugar: Uma total ausência dos pais na educação dos filhos, e o filme também denuncia a falta de participação e presença dos pais nas unidades educacionais.Em segundo lugar,a relação professor x aluno era em linha geral,um tanto conflitante.pois, é possível verificar a insatisfação, na ausência de empatia e nas atitudes de ambos ( educadores e educandos ).A falta de respeito e o autoritarismo imperava nessa relação.
Com relação aos alunos,havia um convívio tolerável no contexto geral.Pois, a violência, o egocentrismo não fazia parte desta realidade.A relação professor x professor, no primeiro momento do filme fica explícito na fala da professora de Gramática uma atitude preconceituosa com relação a professora de Artes,quando disse:”...Que os alunos eram amáveis para com ela, porque também ensinava Artes”.O docente de Ciências entendia que o professor de História queria mesmo era ser o “Holofote”.Assim sendo, em suma a relação inter-pessoal era muito difícil, e necessitava de uma reflexão que levassem todos a repensar e analisar seus valores.Algo,que aconteceu no segundo momento do filme,após a descoberta do caráter e da doença do mestre de História.
As diciplinas que foram oferecidas pela unidade educacional do filme,tais como:Gramática,Ciências,Matemática,Educação Fisica e História evidencia uma educação tradicionalista,em que os alunos não eram estimulados a se tornarem seres criticos,cabeças pensantes, e sim em reprodutores de conhecimnto ( informação ).Assim, aquela estrutura corrícular atendia a necessidade da escola.
Os métodos utilizados para apresentação dos conteúdos foram diversos: Aulas expositivas,dramatizações,debates,oficinas pedagógicas,aulas extra-classe.
Em linha geral, a estrutura e o funcionamento da escola que a película apresenta, é bem diferente da realidade brasileira. A estrutura física era bastante confortável,o tamanho das salas, a quantidades de alunos por sala, o espaço para o entretenimento dentre outras acomodações.Com uma ressalva,a falta de uma rampa de acesso para pessoas com dificuldades de locomoção.

Um comentário:

Anônimo disse...

Meus parabéns Professor, de forma sintetizada conseguiu expor bem as ideias e me auxiliou no meu trabalho!
Franciele Apª