13/03/2011

MÉTODOS NA PESQUISA EM ANTROPOLOGIA

  • Considerando os dois campos de pesquisa de investigação da Antropologia ( o biológico e o cultural ), è necessário distinguir entre método e técnica pertinentes a cada um deles.


  • O que é método?

É “um conjunto de regras úteis para a investigação, é um procedimento cuidadosamente elaborado, visando provocar respostas na natureza e na sociedade gradativamente;










Sintetizaremos os métodos desta forma:

  1. MÉTODO HISTÓRICO:




Consiste em investigar eventos do passado, a fim de compreender os modos de vida do presente, que só podem ser explicados a partir da reconstrução da cultura e da observação das mudanças ocorridas ao longo do tempo.Nessa análise histórica, a cultura do homem é desvendada.

Ex: Origem e mudança da sociedade Xavante.


  1. MÉTODO ESTATÍSTICO:

Método muito utilizado tanto no campo biológico, verificando as variabilidades das populações, quanto no campo cultural, levantando diversificações nos aspectos culturais.
Os dados, depois de coletados, são reduzidos a termos quantitativos, demonstrados em tabelas, gráficos, quadros etc. Dessa maneira, podem-se verificar a natureza, a ocorrência e o significados dos fenômenos e das relações entre eles, tanto de natureza biológica quanto cultural.

Ex: Dimensão do corpo humano, grupos sanguineos, variedades de religiões, diversificações de habitações.


  1. MÉTODO ETNOGRÁFICO :


Refere-se à análise das sociedades, principalmente das primitivas, ou ágrafas e de pequena escala.Mesmo o estudo descritivo requer alguma generalização e comparação implícita ou explícita. Tem a finalidade de conhecer melhor o estilo de vida ou a cultura específica de determinados grupos.
Ex: Estudo dos índios do Alto Xingu e dos Yanomami de Roraima.

  1. MÉTODO ETNOLÓGICO OU COMPARATIVO:


Amplamente empregado tantos pelos antropológos físicos quanto pelos culturais. Este método permite verificar difernças e semelhanças apresentadas pelos materiais coletados.
A Antropologia Física compara aspectos físicos, populações extintas, através dos fósseis, ou grupos humanos existentes, analisando características anatômicas: Cor da pele, dos cabelos , grossura dos lábios etc.

Ex: Através do estudo dos fósseis, é possível verificar a evolução dos hominídeos, a distinção entre o homem e o primata. A análise de populações vivas possibilita constatar as diferenças raciais.
O método comparativo, utilizado pelo antropológo cultural, compara padrões, costumes, estilos de vida, cultura do passado e do presente, ágrafas ou letradas.( para obter melhor compreensão desses grupos).

Ex: populações indígenas, rurais e urbanas.
Instituição( família, religião, política, econômia), usos e costumes, linguagem, habitações, meios de transportes etc.


  1. MÉTODO GENEALÓGICO:


Permite o estudo do parentesco com todas as suas implicações sociais: Estrutura familiar, relacionamento de marido e mulher, pais e filhos, e demais parentes; informações sobre o cotidiano, a vida cerimonial ( nascimento, casamento,morte ) etc.

Através do levantamento genealógico, não apenas o pesquisador terá a confirmação dos dados já observados, mas também novas informações poderão vir à luz.

Obs: É necessária a presença de um informante que revele nomes das pessoas, a filiação clânica, sua posição dentro da estrutura social, e o relacionamento entre as pessoas, indivíduos ausentes ou já falecidos.

  1. MÉTODO FUNCIONALISTA:


Refere-se ao ao estudo das culturas sob o ponto de vista da função, ou seja, ressalta a funcionalidade de cada unidade da cultura no contexto cultural global.

Ex: Verificar as funções de usos e costumes de determinada cultura que levam a uma identidade cultural.





REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

B.Angel,Espina Barrio. Manual de Antropologia Cultural.Pernambuco: Editora Massangana,2005.

MELLO, Luiz Gonzaga de. Antropologia Cultural-Iniciação,Teoria e Temas.Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2008.

PELTO, J. Pelto.Iniação ao Estudo da Antropologia. Rio de Janeiro:Zahar editores,1977.



3 comentários:

Ademir Manoel disse...

ótimo, sua publicação é de fácil compreensão

Anônimo disse...

Também gostei muito das explicações, de uma forma prática aprendemos os métodos.

Anônimo disse...

< Com suas explicações ficou mais fácil compreender o assunto.>